Cajá-manga Anão – Spondias Cythera

Olá amigos! Vamos ao primeiro post de 2016, no qual falaremos sobre o cajá-manga.

O cajá-manga é um fruto mais conhecido pelos moradores das regiões Norte e Nordeste do Brasil, mas que lentamente vem se tornando conhecido também nas demais regiões do país. Supermercados como o Extra e o Pão-de-Açúcar sazonalmente comercializam o cajá-manga em bandejas com 4 ou 6 unidades. O problema é que o cajá-manga comercializado nestes mercados é o produzido em uma árvore que pode passar dos 10 metros de altura e de 5 metros de copa… Decididamente não caberia em vasos e nem em quintais medianos. Para os que querem conhecer a árvore, visitem o Hotel Fazenda Campo dos Sonhos, na cidade de Socorro, estado de São Paulo, onde você poderá conhecer um gigantesco pé de cajá-manga arbóreo, saborear alguns frutos, tomar café produzido no local e passar alguns dias hospedado neste hotel fazenda que tem inúmeras atrações, principalmente para os seus filhos. Me hospedei lá em 2014, e recomendo muito o lugar.

Bem, mas existe uma variedade anã que pode ser mantida em vasos e, se plantada no chão, se tornará uma arvoreta de no máximo 1,40m a 2,50m de altura. Esta variedade anã é o foco deste artigo.

O cajá-manga anão produz, é claro, frutos menores que os do seu primo arbóreo, mas tem uma vantagem: tem muito menos fibras. Sim, porque o cajá-manga de árvore produz frutos com muitas fibras e que dificultam a extração da polpa. É até ruim de morder o fruto… Já o cajá-manga anão não tem este problema. Você pode simplesmente remover a casca fina e cortar as lascas da polpa, ou até mesmo colocar o fruto inteiro na boca e ir mastigando-o até sobrar apenas o caroço. Veja a foto:

cajaanao

Cajá-manga anão

O fruto tem sabor que varia do agridoce ao adocicado, polpa crocante, e é muito apreciado para o consumo ao natural e para a produção de sucos e sorvetes. A arvoreta é muito produtiva e aceita bem as podas para limitar a altura e para limpeza. O cultivo é fácil, já que ele aceita quase todos os tipos de solo, inclusive os arenosos e pobres. Uma característica interessante é a queda de todas as folhas no inverno, que renascem na primavera juntamente com as hastes populadas por cachos de pequenas flores de tom creme que logo se transformam em frutos.

Em minha casa tenho um cajá-manga anão em um vaso de 40 cm de altura por 30 cm de boca, onde vai muito bem, e a planta hoje tem 80cm de altura, tendo já produzido frutos diversas vezes.

Você pode encontrar mudas com facilidade, tanto no Mercado Livre como com os vendedores listados na seção de links, mas verá que o preço, o tamanho e a qualidade variam bastante. Pesquise antes de comprar e, se você não tem muito espaço, esteja certo de adquirir a variedade anã.

Bom cultivo!

Anúncios